O câncer de mama é um tumor maligno que acontece devido a multiplicação anormal das células mamarias. É um dos tumores mais comuns em mulheres brasileiras e, segundo o INCA, estima-se 59.700 novos casos no Brasil em 2018.

As mulheres possuem cerca de 100x mais chances de ter câncer de mama que os homens, principalmente após aos 40 anos. Confira quais são os casos com maior probabilidade:

 

  • Histórico de câncer na família;
  • Ter o primeiro filho após os 35 anos;
  • Ter o primeiro período menstrual antes dos 12;
  • Menopausa após os 50 anos;
  • Estar acima do peso e sem alimentação saudável;
  • Ingerir bebidas alcóolicas com alta frequência;
  • Ter um estilo de vida sedentário e sem atividade física frequente.

 

O autoexame é a melhor maneira de diagnosticar e prevenir o desenvolvimento da doença, por isso, a indicação é que o autoexame seja realizado 1 vez ao mês, uma semana após o período menstrual. Durante o autoexame, observe sintomas como vermelhidão nas mamas, pele endurecida, saída de líquido avermelhado ou transparente do bico do seio, áreas estufadas ou achatas, bolinhas ou feridas que não cicatrizam e coceira que não melhora, procure imediatamente seu médico.

 

Mesmo as mulheres que não tenham nenhuma alteração na mama, acima de 40 anos devem realizar a mamografia anualmente, pois através desse exame, identifica-se o câncer de mama bem no início, quando as chances de cura são muito altas. O tratamento pode ser realizado através de cirurgia, quimioterapia, radioterapia ou medicamento oral.

 

E lembre-se: Não deixe de procurar ajuda. Caso encontre algo diferente, não se desespere, procure seu médico!!

 

Fonte< Sociedade Brasileira de Mastologia www.sbmastologia.com.br, Inca www.inca.gov.br